Derrota de Lula é péssima notícia pára Flávio Dino

O apoio do ex-presidente Lula é tratado pelo governador Flávio Dino como seu maior trunfo para as próximas eleições. Caso consiga se desvencilhar da condenação proferida pelo juiz Sérgio Moro na segunda instância, Lula será considerado um aliado de peso. Acontece que no último fim de semana uma cidadezinha do interior do Piauí passou por cima do mitologia criada ao do ex-presidente. Lula pode não ser assim tão imbatível quanto dizem.

Ao que tudo indica o petismo tentou mandar um recado ao colocar o seu maior nome na linha de frente da eleição de Miguel Leão, a cidadezinha do Piauí de que falei acima. Após um imbróglio judicial envolvendo prefeito, vice e presidente da Câmara de Vereadores, ficou acertada uma nova eleição. Lula entrou na disputa, mobilizou a militância, gravou vídeo e… perdeu. (veja mais informações AQUI

Pode ter sido um simples acidente? Sim, pode ter sido. Só que este tipo de derrota também pode representar o início do fim. Na verdade, o que aconteceu com Lula nos últimos anos foi apenas uma transferência de votos.

O PT que sempre criticava o antigo PFL e agora DEM de ser um partido dos grotões acabou se transformando em um partido dos grotões. E da mesma forma que o PFL perdeu seu posto, o PT e Lula irão perder o deles.

Flávio Dino toca um governo que nem de longe corresponde às expectativas do povo que o elegeu em 2014 e sabe disso. Seu governo nada mais é do que uma continuidade acanhada do governo Roseana Sarney. A estrutura é a mesma, o jeito de governar é o mesmo, até mesmo a propaganda do governo é igual. A única chance de Flávio Dino é política.

Ciente, Flávio já começa a sacrificar os parceiros de ideologia atrás de parceiros de votos. O projeto de “mudar o Maranhão” deu lugar ao projeto de “mandar do Maranhão”.

A derrota de Lula não deixa de ser uma péssima notícia.